Receba atualizações no seu Facebook. Basta curtir a nossa página abaixo:

 

Sony volta a apostar nas pulseiras para exercícios físicos com a SmartBand 2

Esta é a Sony SmartBand 2. E sabe o que ela não faz? Ela não mostra o horário. Mas tirando a ausência de tela e um novo monitor de batimentos cardíacos, ela não tem muitas surpresas, considerando que suas especificações técnicas vazaram na Play Store em junho.

Assim como a antiga SmartBand, esse vestível vibra quando recebe notificações e está emparelhado com um dispositivo Android ou iOS, e também faz monitoramento de passos e sono. Então é basicamente metade um monitor de exercícios físicos, metade um lembrete de que você tem um smartphone. A Sony também eliminou completamente a tela nessa versão, o que significa que, além das vezes que ela vibrar, a única forma de você saber o que está acontecendo é olhando para seu smartphone.

O novo monitor de batimentos cardíacos também parece ser um devorador de bateria. O modelo deste ano só dura cerca de dois dias, segundo a Sony. É uma grande diferença para a primeira Smartband, que durava até cinco dias, e mesmo isso não é nada perto de outros dispositivos de exercícios físicos como Fitbit e Withings, que duram muito mais. Ela se mantém à prova d’água, no entanto.

A Sony chama a SmartBand 2 de “registrador da vida multi-sensorial”, porque dá às pessoas dados sobre atividades físicas, níveis de stress e “bem-estar”. Não tenho muita certeza de como eles fazem para medir o bem-estar, mas a Sony confia que o app Lifelog faz o serviço. O app funciona como muitos outros apps do tipo, mas com a grande diferença que ele também monitora dados vinculados a quando o usuário da pulseira tira fotos, ouve música, assiste TV e até joga alguma coisa no smartphone.

Um… ok? Isso soa um pouco assustador, mas não saberemos quão assustador realmente é até que a SmartBand seja lançada em setembro por €120, ou cerca de US$ 135 – o que indica que a Sony aumentou o preço em relação ao modelo de US$ 100 do ano passado.

  • RELACIONADOS
  • DESTAQUES
  • POPULARES


1359555580548856974

As origens ilegais dos primeiros dispositivos vestíveis da história


Xperia Z3 Plus

Com poucas novidades, Sony Xperia Z3+ chega ao Brasil custando R$ 2.999


Suposto protótipo do Nintendo PlayStation

Este pode ser um protótipo perdido do Super Nintendo PlayStation


xperia m4 aqua

Sony Xperia C4 e M4 Aqua, smartphones para selfies, chegam ao Brasil


cerebro

É possível estimular o cérebro humano para melhorá-lo?


viajante futuro

Um breve histórico dos cientistas que tentaram caçar viajantes do tempo


programador

Conselhos de um velho programador antissocial e ranzinza


The Fermi Paradox (1)

O Paradoxo de Fermi: onde é que estão as outras Terras?


1383447138875967406

Novas imagens mostram mais detalhes sobre Deep Blue, o maior tubarão-branco já filmado


Edgar Mitchell atual

Astronauta da missão Apollo diz que OVNIs vieram à Terra para evitar a guerra nuclear


Ratos comendo cenoura

É assim que ratos conseguem subir do esgoto até o seu banheiro


1382282325078926225

Contra a seca, Los Angeles despeja milhares de bolas de plástico em reservatório

Publicado por: Gizmodo - Continue lendo: izmoizmododohttp://feeds.feedburner.com/gizmodobr

Tags: , ,

Liga proíbe técnico de time de beisebol de usar Apple Watch durante os jogos

© Copyright F451 – Todos os direitos reservados

Sobre a F451 Termos de uso

Publicado por: Gizmodo - Continue lendo: izmoizmododohttp://feeds.feedburner.com/gizmodobr

Tags: , ,

‘Happy Wheels’, The Gory Accident Simulator, Currently Tops The App Store’s Free Games



Usually I know what games will be topping the App Store’s charts at any given moment: on the paid side, we have Minecraft: Pocket Edition, on the Top Grossing side, we have either Game of War or Clash of Clans. What I didn’t expect to see today, to be honest, was Jim Bonacci’s Happy Wheels [Free], a port of the apparently huge PC hit with the same name, lording over the Free Games category, higher than the much-praised Pac-Man 256. If you haven’t played the game, Happy Wheels is all about being unhappy on your various wheels – a Segway, a wheelchair, and so on – as you crash over and over again with bone-crunching sound effects and gory visuals accompanying your every failure.

Happy WheelsHappy Wheels

Judging from the reviews, the game’s charm mainly lies in the “mangling,” the “gore” and the “bone crashing sounds,” and in general, the flinging of the “inadequately prepared racers,” like the Irresponsible Dad and the Wheelchair Guy, into challenging levels and the enjoyment of seeing them squashed into a pulp or shattered beyond recognition. The level editor allows players to construct meticulous death-traps and share them with friends and foes. I’m sure that the game got quite popular partly because of all the player-created levels that have been shared around.

I played the game a bit, and I found it a relatively entertaining platformer that centers around trying to get your timing and speed right while traversing what some would call levels but others, more wise, would call death-traps. The basic gameplay is entertaining, but, in my opinion, not entertaining enough for the game to have an average of 4.5 stars and 735 App Store reviews, almost double the Pac-Man reviews.

If not for the goriness, I believe, this game wouldn’t have been anywhere close the Top 100 Free games on the App Store, so perhaps the lesson for other developers here is to fill a salt-shaker with some lovely, fresh gore, and sprinkle liberally over their games. And Pac-Man, I think you’ll be better off if those ghosts eat you alive or beat you until you are nothing but a smashed, squashed triangle.

Publicado por: TouchArcade - Continue lendo: http://toucharcade.com/feed/

Tags:

Os melhores apps da semana para Windows

Nas últimas semanas, pesquisando as novidades para o Windows Phone, temos encontrado vários apps para Windows 10 também. Como smartphones e PCs com o sistema da Microsoft estão cada vez mais integrados, compartilhando a mesma loja e com novos apps universais, pensamos que fazia sentido passar a recomendar não só apps de Windows Phone, mas de Windows aqui também.

Confira nossa primeira lista semanal de apps para Windows:

Slack

apps.16162.13510798885983978.31faa8cd-8b1d-4d77-bd0b-170df3debf76

Sua empresa usa o Slack para conectar todos os funcionários de diversas áreas? Agora você pode acessá-lo pelo seu Windows Phone: a ferramenta lançou um beta aberto de seu app para a plataforma. Ainda deve ter alguns bugs e algumas coisas a serem melhoradas, como todo beta, mas você já pode ir usando e testando.

Download: Slack (grátis; disponível apenas para dispositivos móveis)

divisoriagizmodo

Baldify

Baldify_Screens

Dizem que é dos carecas que elas gostam mais. Verdade ou mentira, você pode ver como ficaria sem cabelo usando o Baldify, app que edita suas fotos e remove seus cabelos. O Baldify está de graça por tempo limitado.

Download: Baldify (grátis; disponível apenas para dispositivos móveis)

divisoriagizmodo

Ambient Weather

Ambient_Weather_Main

Procurando um bom app de previsão do tempo? O Ambient Weather traz informações básicas numa interface bonita e fácil de entender, com tempo e condições climáticas para os próximos dias e para as próximas horas. O app é gratuito mas a Live Tile é paga e custa US$1,49.

Download: Ambient Weather (grátis + compras no aplicativo; disponível para PCs e dispositivos móveis)

divisoriagizmodo

Code Writer

code-writer-win10-screen

O Code Writer é uma ótima dica para quem programa. Este app tem suporte a HTML, CSS, JavaScript, JSON, XML, C#, VB, C++, ASP, PHP, Markdown, Perl, Python, Ruby, SQL, entre outras linguagens, e até mesmo mostra erros de sintaxe e consulta rápida de informações em algumas tipos de arquivo.

Download: Code Writer (grátis; disponível apenas para PCs)

divisoriagizmodo

Tem alguma sugestão? Deixe sua dica nos comentários!

  • RELACIONADOS
  • DESTAQUES
  • POPULARES


melhores apps ios 8

Os melhores apps da semana para iPad e iPhone


melhores apps android m

Os melhores apps da semana para Android


Microsoft Surface 3 (1)

Microsoft deve anunciar Surface Pro 4 e smartphones com Windows 10 em outubro


5111267506_56f6a19500_b

Tinder de ricaços usa dados do LinkedIn para saber quem é um bom partido


cerebro

É possível estimular o cérebro humano para melhorá-lo?


viajante futuro

Um breve histórico dos cientistas que tentaram caçar viajantes do tempo


programador

Conselhos de um velho programador antissocial e ranzinza


The Fermi Paradox (1)

O Paradoxo de Fermi: onde é que estão as outras Terras?


Edgar Mitchell atual

Astronauta da missão Apollo diz que OVNIs vieram à Terra para evitar a guerra nuclear


1383447138875967406

Novas imagens mostram mais detalhes sobre Deep Blue, o maior tubarão-branco já filmado


Ratos comendo cenoura

É assim que ratos conseguem subir do esgoto até o seu banheiro


1382282325078926225

Contra a seca, Los Angeles despeja milhares de bolas de plástico em reservatório

Publicado por: Gizmodo - Continue lendo: izmoizmododohttp://feeds.feedburner.com/gizmodobr

Tags: , ,

Rádio UOL vira UOL Música Deezer e passa a contar com acervo do serviço de streaming

Se você é do tempo em que usávamos modems barulhentos para acessar a rede mundial de computadores, deve se lembrar que houve algumas tentativas de transmitir musica pela internet, como a Usina do Som e o Radiohits. Uma delas era a Rádio UOL, lançada em 2000 e repaginada em 2008. Agora, ela dá um passo adiante e inicia uma parceria com o serviço de streaming Deezer para ampliar seu acervo musical.

Assine a newsletter semanal do Gizmodo

O UOL Música Deezer, novo nome do produto, já está no ar e reúne o plataforma musical da Deezer, que conta com 35 milhões de músicas, e os programas, vídeos e podcasts do portal. A integração foi possível graças às APIs do serviço de streaming, explica Rafaela Furtado, gerente de desenvolvimento de negócios para América Latina da Deezer. O UOL fica responsável pela gestão e curadoria da plataforma. “Nós já tínhamos muito conteúdo, agora ganhamos em amplitude do acervo musical”, diz Marcelo Epstejn, diretor-geral do UOL.

Leia também: Como humanos e algoritmos criam as playlists que você ouve por streaming

O serviço opera nos mesmos moldes da Deezer: há um plano gratuito com anúncios entre as músicas e um plano premium no valor de R$14,90 por mês, que remove as propagandas e permite usar os apps da Deezer para smartphones e tablets. Assinantes do UOL ganham dois meses grátis.

Unir forças parece ser uma tendência no campo da transmissão de música pela internet. Em 2013, o Sonora, do Terra, foi migrado para o Napster, o serviço de streaming que adotou o nome do clássico programa de P2P. No começo deste ano, a Sony encerrou seu serviço de streaming, o Music Unlimited, e lançou o PlayStation Music, em parceria com o Spotify.

Imagem: Orin Zebest via Flickr

  • RELACIONADOS
  • DESTAQUES
  • POPULARES


Spotify no iPhone

Não se assuste com a nova política de privacidade do Spotify


8334489559_ea4dd591cb_k

Como humanos e algoritmos criam as playlists que você ouve por streaming


Boxee Box

O plano da Samsung e Boxee para reinventar o controle remoto deu errado


Pornhub e anuncio

Pornhub lança “Netflix de pornografia” por US$ 10 mensais; nós testamos


cerebro

É possível estimular o cérebro humano para melhorá-lo?


viajante futuro

Um breve histórico dos cientistas que tentaram caçar viajantes do tempo


programador

Conselhos de um velho programador antissocial e ranzinza


The Fermi Paradox (1)

O Paradoxo de Fermi: onde é que estão as outras Terras?


Edgar Mitchell atual

Astronauta da missão Apollo diz que OVNIs vieram à Terra para evitar a guerra nuclear


1383447138875967406

Novas imagens mostram mais detalhes sobre Deep Blue, o maior tubarão-branco já filmado


Ratos comendo cenoura

É assim que ratos conseguem subir do esgoto até o seu banheiro


1382282325078926225

Contra a seca, Los Angeles despeja milhares de bolas de plástico em reservatório

Publicado por: Gizmodo - Continue lendo: izmoizmododohttp://feeds.feedburner.com/gizmodobr

Tags: , ,