Receba atualizações no seu Facebook. Basta curtir a nossa página abaixo:

 

Razer BlackWidow Ultimate Stealth

O BlackWidow Ultimate Stealth é um teclado gamer do tipo mecânico da Razer. Com teclas retroiluminadas, ele vem com os novos switches mecânicos da empresa, desenvolvidos pela Kailh Electronics, que prometem ótimo feedback e respostas instantâneas aos comandos. 

Este teclado traz uma diferença importante em relação ao BlackWidow Ultimate, analisado há alguns meses atrás: o barulho. Como o nome Stealth remete, este teclado tenta trazer todas as qualidades destes periféricos do tipo mecânico sem trazer seu principal inconveniente (depois do preço): o ruído.

Do fórum: Guia de como escolher seu teclado mecânico

Especificações técnicas

Teclas mecânicas Razer com força de atuação de 45 g
Vida útil de 60 milhões de toques
Teclas retroiluminadas individualmente
10 acionamentos de teclas de efeito anti-ghosting
Teclas totalmente programáveis com gravação macro simultânea
5 teclas macro dedicadas adicionais
Opção de modo de jogo
Plugue para entrada de microfone e saída de áudio
Adaptador USB Ultrapolling de 1000 Hz Habilitado para o Razer Synapse 2.0
Cabo de fibra trançada
Tamanho aproximado: 475 mm (largura) x 171 mm (altura) x 20 mm (profundidade)
Peso aproximado: 1.500 g

Design e ergonomia

Com um formato idêntico ao que vimos no BlackWidow Ultimate, a versão Stealth mantem o perfil de teclas altas – normais em um teclado do tipo mecânico – com uma área curta de encosto dos pulsos. Ele traz as teclas em uma posição bastante inclinada, mesmo sem utilizar “os pézinhos”, com uma posição bastante confortável para jogar.

Razer BlackWidow Ultimate Stealth

As teclas vem com um formato levemente côncavo que é perceptível, e ajuda “acertar a pontaria” sem necessidade de olhar para o teclado. As cinco teclas macro estão na lateral esquerda, e possuem um formato bem próximo as convencionais das letras. Particularmente, prefiro que as Macro tenham um tamanho e forma diferentes das demais teclas para facilitar a identificação, porém não é nem um pouco difícil acionar estes botões adicionais do BlackWidow.

O Ultimate Stealth mantem as úteis conexões na lateral direita, que incluem uma porta USB e duas conexões de áudio, uma para fone e outra para microfone. Como uma pessoa destra, gosto do posicionamento à direita da porta USB, mas preferiria as entradas de áudio à esquerda, pra os cabos passarem pelo lado esquerdo para o fone, lado onde está o cabo na maioria de modelos de fones. Porém, não cheguei a perceber nenhum inconveniente maior por esta localização.

Switch Razer

A grande novidade da edição 2014 dos teclados Razer BlackWidow são os novos switches. A empresa substituiu o Cherry MX pelos Razer Mechanical Switches, que prometem refinamentos como um ponto de ação – o quanto a tecla precisa ser pressionada para “perceber” o clique – menor. Enquanto outros teclados convencionais precisam ser “apertados” 0.7mm, os switches da empresa reconhecem o comando já aos 0.4mm.

O novo switch é fabricado pela Kailh Electronics, empresa com a fama de simples copiadora da Cherry. A empresa chinesa se “inspira” bastante na tecnologia da concorrente, o que resulta em pouca diferença perceptível entre os modelos 2013 com switches Cherry e os 2014 com o novo Razer Switch. A Kailh também não tem um histórico muito positivo de durabilidade – não é incomum reclamações sobre a empresa em foruns pela internet – e para rebater este histórico a Razer afirma que estes novos switches possuem uma vida útil média de 60 milhões de toques, 10 milhões a mais que os estimados nos modelos Cherry. Eu adoraria testar para vocês esta durabilidade, mas coloquei na calculadora o tempo necessário para fazer todo este teste e… bom, o número não me fez sorrir.

Performance e Customização

O grande foco do Stealth, como seu nome indica, é o ruído: teclados mecânicos são ruidosos. Na versão 2013, o BlackWidow trazia o switch Cherry MX Brown no lugar do Cherry MX Blue para a versão Stealth, que resultava em um modelo com uma resposta tátil mais discreta e, principalmente, trazia um som de “clique” menos irritante. Para a versão 2014, a estratégia não é muito diferente: a Razer substituiu a nova linha de teclados com o switch próprio, o Razer Green switch, enquanto a versão Stealth traz o Razer Yellow switch, praticamente análogos aos da Cherry utilizados anteriormente.

Apesar dos avanços, o BlackWidow Stealth ainda é um teclado barulhento. Ele se sobressai nos momentos que “me animo” ao escrever uma notícia e, especialmente quando o pessoal da redação ainda não tomou seu primeiro café, vejo olhares descontentes com o ruído que estou produzindo. O que ele entrega é algo semelhante ao que víamos nos tempos dos switches Cherry, nos modelos 2013: ele ainda possui bastante intensidade sonora (barulhento). A evolução sobre o BlackWidow tradicional é o estilo do som, bem mais neutro e sem aquele clique agudo no meio, o que já ajuda a tornar menos irritante, mas ainda é mais perceptível que um teclado de membrana. Dá para entender  isto neste trecho deste vídeo:

O switch da Kaihl traz um efeito similar ao que acontecia com a troca do Blue pro Brown no Cherry. A redução do ruído tem um impacto no feedback. Sem aquele “clique” do BlackWidow Ultimate tradicional, a resposta tátil é menor, mas está bem longe de tornar o feedback ruim. Este switch é mais leve, com 45 cN (centinewtons, unidade de medida de força equivalente a 0,01 newtons) de força para atuação ao invés dos 50 cN da versão não-Stealth, o que deve agradar quem quer um teclado que demande menos esforço para acionar os botões.

Na hora da customização, o BlackWidow Ultimate Stealth segue a ótima qualidade da Razer neste aspecto. O teclado tem muito de suas funções ajustáveis, tudo através do software Synapes 2.0, que concentra as configurações de todos os periféricos da Razer presentes no computador. O teclado também possui a opção de gravar macros “on-the-fly”, algo que torna bem ágil e prático a criação de ações automatizadas, mesmo sem precisar abrir a interface de configuração. Outro benefício do Synapse é o armazenamento de suas configurações na nuvem.

Conclusão

O BlackWidow Ultimate Stealth traz o mesmo formato e design que estamos familiares com a linha BlackWidow. Ele consegue cumprir em parte com o prometido, e ser um teclado mecânico mais discreto que o bastante barulhento BlackWidow Ultimate tradicional. Porém, a Razer não chegou lá completamente: apesar de ter um som bem menos irritante, ele ainda tem bastante intensidade, e está longe de ser discreto.

Apesar de não ser um “ninja”, o Stealth tem um mérito importante: este som menos agudo de suas teclas faz diferença. Enquanto a versão “não-stealth” fez com que eu não fizesse amigos durante o período de testes, aqui na redação, este modelo também não foi recebido com sorrisos, mas passou a ser tolerado depois de um período de adaptação. Isto já é uma vitória sobre outros modelos mecânicos que tornaram a convivência da redação menos pacífica, como o Vengeance K90, da Corsair.

Na parte do preço, caímos num problema comum aos modelos da Razer. Seu preço é bastante alto, mesmo se compararmos com a já caro Ultimate, que custa em torno de 700 reais. O Stealth costuma ser vendido por R$ 830, ou seja, mais de 100 reais mais caro que sua versão “mais barulhenta”. Em um periférico que já é caro, este valor adicional torna este produto uma opção para poucos.

Prós

  • Teclas com alta sensibilidade
  • 5 botões de macro
  • Conexão de fone, microfone e USB adicional
  • Backlight regulável
  • Synapse 2.0
  • Menos barulhento…

Contras

  • … mas ainda barulhento
  • Está fora do padrão ABNT-2
  • Caro

Publicado por: Ghttp://adrenaline.uol.com.br/rss/0/0/tudo.xml - Continue lendo: http://adrenaline.uol.com.br/rss/0/23/reviews.xml

Tags: , ,

O terrível plástico bolha que não pode ser estourado

Existem poucas coisas na vida que são mais gratificantes do que estourar plástico bolha, a definição de tensão liberada. Mas e o plástico bolha que não estoura? É a antítese da satisfação, é uma nova forma de tensão pura.

Essa abominação está entre nós há anos. Se você já passou por isso, sinta-se livre para parar de ler por aqui para evitar que essa memória terrível estrague o resto do seu dia. Mas, se você nunca passou por isso, recomendo que veja os vídeos abaixo. Eles certamente farão com que nenhuma outra frustração do seu dia pareça realmente algo ruim.

A vida pode ser cruel. Mas plástico bolha que não estoura é ainda mais cruel. [Digg]

  • RELACIONADOS
  • DESTAQUES
  • POPULARES


Calendário de plástico-bolha dificilmente dura um ano inteiro


Brinquedo de plástico bolha infinito chega aos EUA


egypt

Cientistas descobrem como os egípcios moveram pedras gigantes para formar as pirâmides


gelo brilhante (4)

Como dois russos iluminaram um lago congelado em nome da fotografia


piramide fim mundo (1)

A pirâmide no meio do nada construída para evitar o fim do mundo


Vista da represa de Piracaia, no bairro do Pinhal: onde está a água?

Copa em São Paulo? Vai ter. Água a gente não sabe. Entenda o problema do sistema Cantareira


cortar carne bife

A ciência diz: é melhor cozinhar um bife congelado do que descongelado


protetorsolar

Câmera ultravioleta mostra porque devemos sempre usar protetor solar


5829948023_87b0c9feb0_o

Um tipo de carrapato está causando alergia à carne vermelha em várias pessoas


laranjas

Computador enfim confirma resposta para um problema matemático de 400 anos atrás

Publicado por: Gizmodo - Continue lendo: izmoizmododohttp://feeds.feedburner.com/gizmodobr

Tags: , ,

Latest ‘Table Tennis Touch’ Update Removes All In-App Purchases



Back in May of this year, developer Yakuto released their first iOS game called Table Tennis Touch [$3.99]. It was a table tennis game, obviously, that featured incredible graphics along with gameplay that straddled the line between simulation and arcade. Yakuto totally nailed it with Table Tennis Touch, as it was a blast to play, had a lot of content and was very challenging. The game initially sold for four dollars and offered completely optional “Boosts” as in-app purchase items which would allow you to hit harder and add more spin to your shots.

Or at least, Yakuto claimed they were optional. And therein lied the problem. Since Table Tennis Touch was such a challenging game, especially at the later tiers of opponents, and since using the Boost power-ups could turn the tide against a tough opponent so easily, it was really hard for players to know for sure that the developer wasn’t simply “turning the screws” in terms of challenge in order to get people to buy more IAP Boosts. Personally, I absolutely believe there was no malice behind Yakuto’s inclusion of IAP Boosts, I think they just enjoyed having a very challenging game. And there were players who managed to beat all opponents without buying extra boosts, so it was definitely possible. But still, the only way to be sure there was no funny business going on is to not offer IAP Boosts at all.

So that’s just what Yakuto has done with the latest update to Table Tennis Touch: they’ve removed all in-app purchases. The Boost power-ups still exist, but these are only earned through completing achievements and playing the Career mode in the game, you can’t buy them outright. If you’ve been playing the game previously and have already unlocked achievements that would qualify you to earn some Boost, you’ll automatically get those upon updating.

Like I’ve said, I really enjoy Table Tennis Touch and I’ve always felt the developers were on the up and up with the whole Boost IAP thing, but it’s nice that they were so concerned with what their players might think that they just completely removed them so there would be no doubt that the game wasn’t tuned in a way that pushed people towards spending more money. Now, it’s simply an awesome four dollar table tennis game that you can pay for once and enjoy forever. Yakuto has more planned for Table Tennis Touch in future updates too, so be sure to keep tabs on the forum thread for discussion and more information from them, and if you like table tennis games you should make sure you check this one out.

Publicado por: TouchArcade - Continue lendo: http://toucharcade.com/feed/

Tags:

Justiça decide banir app Secret do Brasil, mas cabe recurso

Um grupo de brasileiros se uniu contra o app Secret, que reúne mensagens anônimas dos usuários. Um deles foi alvo de boatos maldosos nesta rede social, e disse que “a ideia é banir o aplicativo do país”. Objetivo alcançado: a Justiça determinou, por meio de liminar, que o app seja removido da App Store e Google Play.

O Tribunal de Justiça do Espírito Santo também decidiu que o Secret deve ser eliminado dos dispositivos nos quais foi instalado – algo que Apple e Google podem fazer automaticamente nos iPhones e Androids.

Quanto ao Windows Phone, a liminar exige que o Cryptic – app para acessar o Secret na plataforma – também seja removido da loja e dos smartphones nos quais foi baixado. A liminar responde a uma ação civil pública aberta pelo promotor Marcelo Zenkner, do Ministério Público do Espírito Santo.

A solução mais sensata seria processar o autor de cada mensagem difamatória no Secret. Infelizmente, isso é muito difícil, porque a rede social não tem representação no Brasil. Zenkner explica ao Link:

Há mecanismos de remoção, mas a reclamação deve ser feita em inglês. Para entrar na Justiça, o juiz daqui tem que mandar uma carta rogatória para um juiz americano via Ministério das Relações Exteriores, processo caro e lento… Criou-se uma ferramenta de ataque a honra, ofensa, imagem sem que as pessoas pudessem se defender.

O Secret também possui uma ferramenta “Denunciar”, mas ela não funciona a contento. No início do mês, a Fortune testou o sistema antibullying: uma pessoa enviou uma mensagem ofensiva (e falsa); e outra a denunciou pouco tempo depois. Após 24 horas, ela ainda estava lá. Tinha até gente que a equipe da Fortune desconhecia comentando no post para difamar o alvo (falso) do bullying.

Ele só foi apagado quando o site entrou em contato com a assessoria de imprensa. A empresa diz que demorou porque “estamos passando por um crescimento enorme (10-20x) no Brasil e Israel”.

Zenkner diz que o Secret fere a Constituição brasileira, que veda o anonimato. (Nos EUA, país onde foi criado o app, as leis permitem que você se manifeste de forma anônima “desde que não viole as leis”.) Além disso, o app ainda não possui termos de uso e privacidade em português, mesmo após seu lançamento oficial no país em julho – o que desrespeita o Código de Defesa do Consumidor.

A ação cita o Marco Civil da internet para lembrar que ele garante “o direito à privacidade e à liberdade de expressão”, mas sem passar por cima “da intimidade e da vida privada”, prevendo indenização por danos materiais ou morais.

A decisão de banir o Secret foi tomada no Espírito Santo mas, como é impossível realizá-la apenas no estado, a liminar deve valer para todo o Brasil. Apple, Google e Microsoft terão 10 dias para cumprir a decisão, deletando o Secret de suas lojas e dos smartphones de seus usuários – caso contrário, terão que pagar multa diária de R$ 20 mil. Felizmente, as empresas ainda podem recorrer. [TJ-ES e Link/Estadão]

  • RELACIONADOS
  • DESTAQUES
  • POPULARES


windows phone melhores apps

Os melhores apps da semana para Windows Phone


android melhores apps

Os melhores apps da semana para Android


melhores apps iphone ipad ios7

Os melhores apps da semana para iPad e iPhone


windows phone melhores apps

Os melhores apps da semana para Windows Phone


egypt

Cientistas descobrem como os egípcios moveram pedras gigantes para formar as pirâmides


gelo brilhante (4)

Como dois russos iluminaram um lago congelado em nome da fotografia


piramide fim mundo (1)

A pirâmide no meio do nada construída para evitar o fim do mundo


Vista da represa de Piracaia, no bairro do Pinhal: onde está a água?

Copa em São Paulo? Vai ter. Água a gente não sabe. Entenda o problema do sistema Cantareira


cortar carne bife

A ciência diz: é melhor cozinhar um bife congelado do que descongelado


protetorsolar

Câmera ultravioleta mostra porque devemos sempre usar protetor solar


5829948023_87b0c9feb0_o

Um tipo de carrapato está causando alergia à carne vermelha em várias pessoas


laranjas

Computador enfim confirma resposta para um problema matemático de 400 anos atrás

Publicado por: Gizmodo - Continue lendo: izmoizmododohttp://feeds.feedburner.com/gizmodobr

Tags: , ,

Mailbox chega ao desktop com lançamento da versão beta para Mac

O Mailbox, excelente app de email que pertence ao Dropbox, vai ganhar uma versão para Mac com sincronização total com os apps para iOS e Android.

O anúncio da versão para desktop foi feito em abril, junto com o lançamento do app para Android. Hoje, o pessoal do Mailbox anunciou a abertura do beta público – você pode pedir um convite por aqui. Mas inicialmente apenas uma versão para Mac está sendo desenvolvida, e não há informações sobre planos de levar o app para outras plataformas.

Para lembrar: o app ganhou bastante destaque ao ser lançado no ano passado por simplificar a experiência de ler e responder emails, com uma interface totalmente baseada em gestos e com o objetivo de “zerar a caixa de entrada”. Pouco após o lançamento para iPhone, o Mailbox foi comprado pelo Dropbox, e, nos meses seguintes, ganhou versão para iPad e Android. Agora ele se prepara para ir além do mundo dos dispositivos móveis.

Com a versão de desktop, o Mailbox ganhou alguns novos recursos. Desktop e mobile são mundos completamente diferentes, então não é só adaptar o app de iOS para Mac que tudo fica bom. A equipe do Mailbox precisou repensar alguns conceitos para criar o que eles esperam que seja a melhor experiência de email em desktop.

O Mailbox para Mac tem controles por gestos feitos no mouse ou trackpad, além de atalhos de teclado para facilitar o uso no desktop. As principais características do app ainda estão presentes, e os usuários conseguem facilmente arquivar, salvar emails para mais tarde e responder aqueles mais urgentes. E agora também é possível criar rascunhos que são sincronizados entre os diversos dispositivos diferentes vinculados à conta do Dropbox e ao Mailbox.

Também é possível escolher o melhor momento e app para ler e responder determinados emails. Está na rua e recebeu uma mensagem importante que merece sua atenção e dedicação, algo possível apenas no desktop? Use a função “enviar para desktop” e, assim que estiver no Mailbox para Mac, o email ressurgirá para você. Também dá para fazer o contrário e dar atenção para um email apenas na versão mobile.

Ainda não há previsão para o lançamento final do Mailbox para Mac, e por enquanto ele está disponível apenas em sua versão beta – você pode pedir um convite aqui. [Mailbox via TechCrunch]

  • RELACIONADOS
  • DESTAQUES
  • POPULARES


android melhores apps

Os melhores apps da semana para Android


melhores apps iphone ipad ios7

Os melhores apps da semana para iPad e iPhone


nztulohep9vddhgjvlnk

Ficou mais fácil cancelar assinaturas e listas de emails no Gmail


privacidade

Sua família deve ter acesso à sua vida digital após a sua morte?


egypt

Cientistas descobrem como os egípcios moveram pedras gigantes para formar as pirâmides


gelo brilhante (4)

Como dois russos iluminaram um lago congelado em nome da fotografia


piramide fim mundo (1)

A pirâmide no meio do nada construída para evitar o fim do mundo


Vista da represa de Piracaia, no bairro do Pinhal: onde está a água?

Copa em São Paulo? Vai ter. Água a gente não sabe. Entenda o problema do sistema Cantareira


cortar carne bife

A ciência diz: é melhor cozinhar um bife congelado do que descongelado


protetorsolar

Câmera ultravioleta mostra porque devemos sempre usar protetor solar


5829948023_87b0c9feb0_o

Um tipo de carrapato está causando alergia à carne vermelha em várias pessoas


laranjas

Computador enfim confirma resposta para um problema matemático de 400 anos atrás

Publicado por: Gizmodo - Continue lendo: izmoizmododohttp://feeds.feedburner.com/gizmodobr

Tags: , ,